Cancioneiro da Revolução
Autora: Luiz Coutinho


Poesia
Romanceiro e cancioneiro são composições literárias de caráter popular em verso. Esses poemas, breves e de natureza épico-lírica, costumavam ser anônimos e declamados ao som de instrumentos. Cada poema encontra a forma que melhor se adapta à sua mensagem, adequada à evolução do passado que projeta a sensibilidade coletiva.

Os romanceiros e os cancioneiros não julgam. versos mantêm esse desejo de equilíbrio: narrar o que foi ouvido, cheio de ressonâncias o que lhes dá eternidade.

Agora, eis que se levanta uma voz poética da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores. A partir da declaração do Ano Literário do Bicentenário da Revolução Republicana de 1817, Luiz Coutinho, um dos vencedores do Prêmio Pernambuco de Literatura, nos traz à luz o Cancioneiro da Revolução, que tem a vantagem de ser narrativo e lírico, de entremear a linguagem da época à dos nossos dias; de, não podendo reconstituir inteiramente as cenas, também não as deformar; de preservar aquela autenticidade que ajusta a verdade histórica às tradições e às lendas.

Na estrutura da obra combinam-se trechos intervenções de vozes que delineiam Pernambuco e a consciência das personagens. O vigor das imagens, a qualidade formal dos versos, a variabilidade das formas poéticas e o mentos da alma. Os envolvidos na Revolução Republicana de 1817 retornam do assado e recuperam os acontecimentos e as emoções que os desencadearam.

Luiz Coutinho aprofunda seu Cancioneiro da Revolução através da História Pernambucana e da recriação dramática de um povo fadado a fazer histórias, seja na política, passando pela cultura erudita, até as manifestações mais simples da sua religiosidade. Iguala-se, assim, ao premiadíssimo dramaturgo\pintor\poeta de Sertânia, Marcos Cordeiro, ao seguir este caminho da pernambucanidade mais autêntica e revela páginas indeléveis da memória versos que remetem à idealização da nossa do Cancioneiro da Revolução:
"Sonho ser livre como as aves são
No céu sem nuvens
deste ermo agreste
E entendo assim que em
nosso pavilhão
A liberdade seja azul celeste".
José Arlindo Gomes de Sá

Cancioneiro da Revolução

REF: LCRLC
R$29.95Preço
  • Luiz Coutinho

     

  • Dimensões: 16x22x0,9cm
    Páginas: 102

    Acabamento: Lombada Quadrada
    Ano: 2018
    ISBN: 978-85-917132-1-9
    Impressão: Gráfica FacForm